Março de 2006 - Janeiro de 2009

09
Out 08

Nota inicial: a Patrícia vai para Inglaterra.

 

Minha cara amiga.

 

Isso de ir para o estrangeiro é com certeza muito lindo mas é algo que percebo pouco. O mais longe que fui foi a Melgaço por ocasião do casamento do meu primo Adérito. Como tal não me devo pronunciar sobre terras longínquas que desconheço. Mas como não me apetece ficar em branco aqui fica a minha opinião.

Inglaterra é, neste momento, a Meca das oportunidades. Uma terra que promove os nobres de espírito e de alma. Quem seja honesto, digno e trabalhador com certeza não ficará mal na vida. Vê o caso do Vale e Azevedo que após tantas tormentas na ocidental praia lusitana revitalizou lá a sua carreira. Se ele triunfou em condições bem mais adversas, tenho a certeza que também tu conseguirás atingir aquilo que buscas.

Sei poucas coisas sobre a terra de sua majestade. Que se conduz fora de mão, que tem muitos bêbados e que a figura mais ilustre é o Cristiano Ronaldo. Como tal não vais notar muitas diferenças em relação a Portugal.

É uma região fria e chuvosa. Não te esqueças de levar o guarda-chuva e uma manta.

É uma monarquia e não uma república. Logo, eles não têm o 5 de Outubro. Para além de não haver feriado passam automaticamente do dia 4 para o dia 6. Só mesmo para marcar posição e mostrarem que são diferentes.

A língua que eles lá falam é o inglês. É a língua dos filmes. Torna-se mais fácil aprender pois eles quando falam têm sempre legendas por baixo.

Apesar de teres tomado a tua opção continuo a achar que era bem melhor teres ido para a Suíça. A Arminda está em Genebra e arranjava-te facilmente trabalho como mulher-a-dias. Para o teu homem, o Mota disse-me que eles estavam a precisar de um ladrilhador lá para a empresa onde ele está. Mas tu é que sabes, agora que a Arminda te arranjava emprego ai isso arranjava. Eu conheço bem a Arminda e ela é de confiança. O Josué uma vez encomendou-lhe uns acolchoados para dar à mãe, aquela gorda que bebe bagaços logo de manhã e que anda sempre de chinelos de enfiar no dedo seja Inverno ou Verão, por alturas do Natal e ela nem lhe cobrou nada.

Agora mais a sério. Não me vou pôr aqui a dizer que te desejo tudo de bom e merdas do costume porque isso tu já sabes. Sabes também a amizade que tenho por ti e que se te fosse a dizer algo mais pessoal não seria com certeza neste espaço. Aliás nem tenho muito para te dizer depois de tudo o que já te disse. Mas para deixar como nota dominante fica o seguinte. Tenho a certeza que não te vais arrepender porque na vida só nos arrependemos daquilo que não fazemos. Como tal, corra como corra, vai ser sempre uma experiencia que te enriquecerá.

Lamento informar-te mas não vou ter saudades tuas. Só as temos quando sentimos que estamos longe de alguém e eu nunca senti estar longe de ti. Como é prova disso o passado recente. Obrigado por seres como és.

Um Beijo enorme e qualquer coisa, a Arminda arranja-te trabalho em Genébra.

 

Nota final: Caso alguém se tenha interrogado. Godspeed é uma expressão inglesa muito antiga que significa o desejo de uma viagem próspera, sucesso e boa sorte.

 

publicado por Velho Jarreta às 18:14

comentário:
OBRIGADA AMIGO!!!!
És sem duvida aquele Amigo especial, e tanto que passamos juntos!!!!
Sorrir, sofrer, chorar, lutar ........
Nem sei mais que dizer, apenas que a distância NUNCA mas mesmo NUNCA quebrará os sentimentos que tenho por quem fica!
E tu vais comigo , com sabes.......
Até já.
Beijo enorme
Patrícia Cruzeiro a 9 de Outubro de 2008 às 18:46

Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
16
17
18

19
22
24
25

27
28
29


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Nº de pessoas presentes
Nº de leitores
free hit counter
hit counter
blogs SAPO