Março de 2006 - Janeiro de 2009

29
Mar 06
A palavra "caralho" é a mais utilizada da língua portuguesa. É também aquela que tem maior número de significados. Daí a expressão "Andas sempre com o caralho na boca".

Para além de ser um substantivo que define o órgão genital masculino, o "caralho" serve essencialmente como adjectivo. Mas não um adjectivo claro e definido com um único sentido mas sim uma forma de dar ênfase a qualquer frase. Basicamente é um caldo Knorr verbal, um gajo faz um prato qualquer e põe um cubo com aquela ideia "Ah isto sempre dá mais sabor". Com o "caralho" sucede o mesmo, "Ah isto sempre dá mais convicção". O mais fascinante no "caralho" é que pode ser utilizado em tudo e para tudo. Se estamos a falar de algo, seja quente ou frio, alto ou baixo, claro ou escuro, esperto ou estúpido, etc., se dissermos que é como o caralho (ou usualmente dito "cômó caralho") sabemos logo que era aquilo mas muito mais.

Mas por vezes é usado em exagero. Quando se fala em mulheres e se diz "a gaja é boa como o (perdão…cômó) caralho" mas o que é isto? Que raio de paneleiragem é esta? Andamos a brincar aos cowboys? Não fica bem e pode ser mal interpretado. Como é o caso de uma sondagem que levou a crer que 98% dos homens portugueses são homossexuais. Ao perguntarem aos homens portugueses se não se importavam que lhes colocassem o dedo no cú, a resposta da maioria dos inquiridos " Metes mas é o caralho!!!" levou a uma interpretação incorrecta.

Com tudo isto só me resta desejar que fiquem bem cômó o caralho.
publicado por Velho Jarreta às 18:20

Março 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
28


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO